Convenção Gráfico-Musical

 

     1.     Notação musical convencional

Pautas (pentagrama), claves, notas, figuras, etc.

 

     2.     Notação alfabética

Cifras como A, B7, Cm7, etc, representando os acordes. Contudo, Entendemos que a notação alfabética pode, conforme o contexto e o objetivo do texto, referir-se às notas, até porque em qualquer parte do mundo, a letra A representa um lá, o B representa um Si, etc.

  •         Entendemos que o modo maior do acorde é sempre subentendido, ou seja, numa eventual menção ao acorde, se o modo do mesmo for omitido na fala ou na grafia, subentende-se que este acorde é maior.

 

     3.     Notação silábica

Grafia silábica das notas: dó, sol, ré, etc., distinguindo-as dos acordes, que normalmente são grafados alfabeticamente.

  •        Na indicação de tonalidades, caso em que as notas aparecem encabeçando as escalas, por exemplo, grafamos: DóM, SolM ou, Ré Maior, Lá menor, Fá# Maior, Sib Maior, etc.

 

     4.     Notação tablatural

Linhas em quantidade igual à das cordas do instrumento, combinadas com números, indicando as cordas e as casas a serem pressionadas pelos dedos, nos instrumentos de cordas trastejados.

 

     5.     Notação numérica

Números em que a dezena representa a corda e a unidade representa a casa como, por exemplo, os números  60 e  52, onde 60 indica a  6ª corda solta e o número 52 indica a 5ª corda na  casa 2.

 

  •         Na Tablatura Numérica Simples, empregada na parte 1 do trabalho Fazendo o Violão Falarde autoria do prof. Natanael Pedro (dê uma olhada no menu Obras Didáticas), os números estendem-se de 1 a 23 ou mais, conforme a extensão da escala do instrumento de cordas trastejadas, indicando somente as casas, uma vez que, neste sistema de escala plana, estendida ou aberta, proposta pelo autor, as melodias são executadas em apenas uma corda de cada vez em qualquer instrumento de cordas trastejadas, não importando a afinação ou altura.

A Escola

A música é o canal que nos liga verticalmente à Deus e horizontalmente às pessoas. A Cemus se propõe a ser o lado inclinado dessa tríade.

Ensino de Violão Popular e Erudito, Guitarra, Teclado Automático Convencional, Teclado com Técnica de Piano Popular, Piano Clássico e Popular, Baixo Elétrico, Canto e Técnica Vocal, Harmonia Tradicional, Funcional e Moderna, Composição e Regência.

 


Reconhecido como tradição, o Musicemus - espetáculo beneficente anual dos alunos, professores e convidados do CEMUS - Centro de Educação Musical - revela talentos em todas suas edições. Em consonância com a filosofia e consciência social da academia, além de abrilhantar os palcos por onde passa, ajuda instituições sociais com as doações que arrecada.



 

Contato

cemus@cemus.com.br
musicemus@terra.com.br

(11)4198-1128 | (11)4198-1240

Terça à Sexta das 08h00 às 21h00
Segunda e Sábado das 08h00 às 18h00


Facebook  |  Youtube